quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

TPM x ALIMENTAÇÃO

Eu realmente precisava entender isso!


Segunda-feira, 30 de agosto de 2010
por Adriana Carrieri 

Primeiramente vamos entender no que consiste a TPM que, ao contrário do que muitos pensam, não é um período de "frescura" da mulher, mas sim um período de desordem hormonal. Vamos lá! 

Durante o período fértil, a elevação nos níveis de progesterona e estrogênio permitem que o corpo se prepare para uma possível gestação. Porém, se o óvulo não é fecundado, a produção hormonal despenca drasticamente e a menstruação acontece. Essa diminuição rápida e significativa dos hormônios, uma semana antes da menstruação, é o que provoca os sintomas desagradáveis como irritabilidade, sensibilidade, inchaços pelo corpo e outros sintomas que englobamos e chamamos tudo de isso de "TPM". 

Muitas pessoas dizem não ter TPM. Isso não quer dizer que todo esse processo de queda hormonal não aconteça com ela, o que pode acontecer é algumas pessoas serem menos sensíveis à essa desordem que acontece todo mês dentro do organismo feminino.

Tem como prevenir a TPM através da alimentação?

Estudos mostram que sim. Isso porque todas as funções fisiológicas e bioquímicas são reguladas por compostos presentes nos alimentos que, se ingeridos de forma correta e balanceada, podem prevenir e auxiliar na melhora de inúmeras moléstias.

Existem alguns nutrientes que ficam em falta no período anterior à menstruação. Por isso, comer mal contribui com essa deficiência e agrava os sintomas.

O que incluir na dieta?

Alimentos ricos em cálcio, pois segundo a professora de Nutrição da ESALQ, Jocelém Salgado, o consumo do nutriente ajuda a reduzir 54% do inchaço e as variações de humor. Além disso, estudos recentes sugerem que o consumo de cálcio neste período ajuda a reduzir a vontade de atacar os doces. Mas, para tirar proveito, é necessária uma quantidade considerável de cálcio que, segundo a professora acima, só é suprida e surte efeito se tomarmos três copos de leite por dia durante essa período.

Os carboidratos complexos, como os cereais integrais, devem ser incluídos também (uma porção por dia), pois auxiliam na diminuição da tensão. Então abuse dos produtos integrais, os quais oferecem boas quantidades de magnésio, elemento que ajuda a minimizar os desconfortos.

Repor a vitamina B6 é uma boa estratégia também, pois ela é precursora da serotonina, que melhora o humor. Para isso estão liberadas as carnes (de preferência branca), nozes, banana e batata. Duas unidades de banana oferecem a quantidade necessária de B6.

Evite ao máximo:

Bebidas alcóolicas, que provocam queda de glicemia e, juntamente com todo o contexto hormonal, podem causar dores de cabeça e quadros depressivos; chás, café e refrigerantes que contém cafeína, a qual induz ao aumento da tensão e instabilidade; sal em excesso colabora para a retenção de líquidos e, consequentemente, para o inchaço; e açúcar que, em excesso, diminui ainda mais os níveis de progesterona, aumentando os sintomas pré menstruais.


O chocolate:


Há controvérsias sobre a ingestão de chocolate neste período. Ao passo que ele dá sensação de prazer e possivelmente melhora o humor pois existe no chocolate um composto químico chamado triptofano que é usado pelo cérebro para produzir serotonina, um neurotransmissor que induz sensações de prazer, ele é rico em gorduras que propicia o aparecimento de acnes, além de estar ligado ao desarranjo hormonal. 

Sem contar que a quantidade de triptofano presente no chocolate é bastante pequena. Por isso, se não resistir ao chocolate neste período, é interessante que prefira os chocolates amargos, pois eles contém menos açúcar e gordura, e modere na quantidade que for consumir. 

Postar um comentário