quinta-feira, 7 de maio de 2015

Juntos Somos mais Fortes

UM PAPO DESCONTRAÍDO QUE VIROU ASSOCIAÇÃO

De um grupo de mensagens no celular criado para troca de ideias entre profissionais, a uma Associação de cozinheiros que acredita ser capaz de transformar a realidade do mercado gastronômico regional

Por meio de um aplicativo desenvolvido para smartphones que possibilita o bate-papo em tempo real, o chef Edu Rejala e o consultor Ivan Alves tiveram a ideia de criar o grupo “Papo/C” para debater ideias, incentivos e compartilhar experiências sobre as dificuldades encontradas no cenário gastronômico do estado. O lema do grupo é “juntos somos mais fortes” e foi assim que as conversas tomaram grandes proporções e resultaram no inicio de uma promissora união entre os profissionais da nossa culinária.  Assim surgiu a ideia dos encontros a partir do dia 19 de fevereiro de 2015 e já na primeira reunião foram identificados os principais problemas do setor e resultaram na decisão conjunta de criar a Associação dos Cozinheiros Profissionais do Pantanal.

A ACPP – Associação de Cozinheiros Profissionais do Pantanal é lançada com a missão de perceber e analisar os principais problemas do segmento, traçar estratégias que os solucionem e ainda formem novos profissionais qualificados para o mercado gastronômico regional. Hoje a Associação é composta por 21 chefs de cozinha atuantes em Mato Grosso do Sul.

O presidente da ACPP, o chef Gustavo Helney, responsável pelas cozinhas dos restaurantes Navarro e Cia Gourmet, em Campo Grande, explica que a Associação foi criada com intuito de promover a união entre profissionais, aprimorar a gastronomia regional e melhorar o atendimento por meio de processos educativos que garantam o desenvolvimento e a evolução dos profissionais.

Além de uma ferramenta de união e discussão para os integrantes da ACPP, o grupo também se transformou num produto que promete surpreender as pessoas de bom gosto da nossa capital, o Papo/C Gourmet. Uma vez por mês a ACPP realizará um jantar para 60 pessoas, onde será feita a degustação de 05 pratos, sendo duas entradas (quente e fria), dois pratos principais e um tipo de sobremesa. O jantar ainda terá um bate-papo entre chefs e convidados para compartilhar experiências sobre pratos, ingredientes, etc. Toda a renda do jantar será revertida para os projetos da ACPP.

O Papo/C Gourmet será lançado durante o evento Mães Gourmet, no Shopping Campo Grande, dia 09 de maio às 19h40. O primeiro evento já tem data marcada, vai ser dia 17 de junho no Bahamas Apart Hotel às 20h. O cardápio e o valor serão anunciados no lançamento.
O presidente da Associação explica que um dos objetivos é diminuir e até mesmo findar as rivalidades entres chefs e restaurantes para que assim, a categoria esteja cada vez mais unida respeitando as particularidades de cada casa.

Um dos integrantes, o chef Marcílio Galeano, conta que as reuniões acontecem uma vez por semana, sempre após a meia noite, momento em que a maioria dos profissionais tem tempo. Ele afirma também que já estão desenvolvendo o Regimento Interno da ACPP. O documento vai ser inspirado nos regimentos de outras Associações da categoria de diversos países, como Espanha, Portugal, Itália. Será um órgão empenhado em mudar o cenário atual já que sentimos na pele a falta de profissionais qualificados para atuar em todas as áreas da gastronomia, esse é o nosso grande problema.

OLHANDO PRA FRENTE


Os objetivos da Associação não param por aí. Existe um projeto social onde os chefs ensinarão donas de casa de comunidades carentes a prepararem refeições diferentes e equilibradas a partir dos ingredientes da cesta básica. Também há planos para expandir o trabalho que pretendem realizar aqui no estado. As parceiras já começaram a brotar por meio dos integrantes da ACPP que entraram em contato com os profissionais atuantes de Cuiabá, e esses demonstraram interesse em realizar eventos juntos, fazendo crescer ainda mais a união e a força da categoria. A ACPP luta para construir um cenário gastronômico forte, e para isso é necessária a união, o desenvolvimento da culinária regional, mostrando para o Brasil que ela existe e pode agradar até os gostos mais exigentes.

A Associação pretende montar uma sede em breve onde poderão ministrar cursos, promover os treinamentos para qualificar e formar novos profissionais e se reunir semanalmente, já que hoje as reuniões são realizadas nos bares e restaurantes onde os chefs trabalham.
A ACPP caminha na direção de um trabalho sério e de qualidade. Para manter a Associação é necessária realização de eventos, ações e parcerias empresariais para angariar fundos.


Texto escrito pela Jornalista Vanessa Bergottini
Postar um comentário