sexta-feira, 16 de março de 2012

Um Destino Sem Sonho


“Com a ajuda de Deus, da minha família e amigos, consegui chegar onde eu cheguei, mas nunca imaginei... Poderia ter mais de 1000 sonhos, mais nenhum seria igual a esse.” 
Marcílio Galeano

Após graduar-se como bacharel em turismo em 2004 Marcílio Galeano resolveu fazer uma viagem para a Inglaterra para estudar inglês. Logo vendeu o seu carro e embarcou para a maior experiência da sua vida. Assim que chegou a terra da rainha conseguira o seu primeiro contato com o mundo gastronômico. Como todo inicío na cozinha, começou limpando chão de restaurante da rede mundial de fast food Burger King em Woking, na Inglaterra. “Foi uma super experiência, muitos momentos hilários devido ao meu inglês que era praticamente inexistente, lembro-me que um dia me pediram um gardanapo e eu levei mostarda, ninguém entendia nada e eu não podia rir.”
 
Mesmo trabalhando no Burger King resolveu trabalhar em outro estabelecimento, Café Dei Caffé – Italina Ristorante, como auxiliar de cozinha durante 02 meses e meio. Esta experiência terminou devido aos estudos.
 
Porém no mês seguinte conseguiu outro emprego em um Pub chamado Yatess, onde começou como catador de copo e, na ausência de um cozinheiro, foi chamado para substituí-lo. Agradou de tal forma que foi convidado para trabalhar na cozinha. Obteve êxito mesmo com o pouco conhecimento na área. “Passei por momentos que nunca imaginei que passaria. Aprender o menu lendo fichas técnicas, mesmo sem saber o inglês era muito bom. Cultivava muitos sentimentos confusos... Raiva, euforia, dor, mas logo vinha um sentimento orgasmático... inexplicável” diz Marcílio.
 
E em 2005 por um descuido e acaso da vida acabou sendo deportado de volta para o Brasil. E assim o chef acabou abandonando a vida na cozinha, se tornando um empresário no setor de distribuição.

Mas como o mundo da voltas, em 2008, após um período conturbado em sua vida, com a ajuda da sua mãe, acabou se inscrevendo no curso de cozinheiro do SENAC/MS. Com um olhar brilhando o chef Marcílio Galeano fala com a voz trêmula: “No momento em que passei em frente a cozinha e senti aquele cheiro de mirepoix tostando em uma  panela, senti algo que não sentira a muito tempo, foi uma explosão de sentimento interno... aquele sentimento orgasmático tinha voltado e eu com a maior certeza da minha vida, havia encontrado o meu lugar ”.
 
Antes do término do curso começou a estagiar no já extinto restaurante Odorico Bistrô e Burger como cozinheiro, sob o comando do renomado Chef Gustavo Helney, por 03 meses. E no mesmo período passou em uma seleção para trabalhar em uma empresa americana chamada Royal Caribbean, no navio Splendour of the Seas e embarcou em outubro de 2008. A experiência durou 04 meses. 16 horas por dia e sem nenhum dia de folga! Além de aprender muito na cozinha, teve a oportunidade de conhecer países como Grécia, Turquia, Marrocos, entre outros países do mediterrâneo.
 
Quando voltou ao Brasil em 2009, recebeu um convite para ministrar um curso básico de cozinha em Aquidauana/MS. Ao retornar para a capital recebeu um convite para fazer um curso de Extensão Universitária – Desenvolvimento para Instrutores de Cozinha oferecido pelo Senac no melhor e maior núcleo gastronômico do país, em Águas de São Pedro, SP. Após a conclusão do curso recebeu o convite e passou a integrar o corpo docente do curso de culinária do SENAC, como Instrutor de Educação Profissional em Gastronomia, de nível superior, onde trabalhou até 2011.
 
Em 2011 trabalhou com sous chef no Beco Bistrô e Café por mais 04 meses e nesse período acabou sendo convidado para participar do Super Chef 2011, do programa Mais Você da Ana Maria Braga, na TV Globo. “Outra experiência incrível, conheci pessoas maravilhosas e tive a oportunidade de mostrar quem eu sou. Não fui o vencedor, mas só de estar lá já foi uma vitória” diz Marcílio Galeano.
 
O período pós programa resolveu morar na cidade maravilhosa, onde morou por dois meses e teve a oportunidade de trabalhar em um restaurante francês chamado Lolla Food & Drink, com o renomado chef Christophe Lidy. Quando as coisas começaram a melhorar, um dia, no caminho de sua casa, teve um estalo.  Marcílio comenta: “Resolvi que era a hora de mostrar a minha cozinha para o mundo e o primeiro passo é voltar as origens e conquistar a sua terra, depois o mundo.” Comprou a primeira passagem que encontrou e logo pisou no lugar de onde ele nunca devia ter saído.
 
Assim que chegou recebera uma proposta para fazer consultoria na maior padaria e conveniência de Campo Grande, Pão e Tal conveniências. Logo aceitou o desafio e lá se foram mais três meses de trabalho árduo.
 
E atualmente está montando o seu primeiro restaurante, Jojô Cozinha Contemporânea.

O Chef Marcílio dá uma verdadeira lição de vida ao mostrar como sua paixão pela gastronomia vai além dos sonhos. “Na cozinha, agimos como verdadeiros homens sem deixar de lado o espírito de criança! Devemos entender nossas diferenças, nos respeitar e muitas vezes, acreditar no inacreditável. Nunca desistimos dos nossos objetivos. Até quando dormimos, a cozinha está em nossos sonhos! Talvez o que eu faço não agrade sempre, mas peço que respeitem meu trabalho, olhem e aprendam! Sempre há algo que se pode aprender. Aqui, todos somos alunos e professores numa via múltipla, onde podemos trocar técnicas, experiências, opiniões, sabores e saberes. Ainda bem que podemos afirmar categoricamente que, na cozinha, não existe uma verdade absoluta. Tudo pode ser transformado e podemos acrescentar um pouco de nós em tudo”.
Postar um comentário