quarta-feira, 6 de julho de 2011

Paixão na Cozinha: Chef Roberta Sudbrack revela segredos para servir bem

O terceiro Workshop do Super Chef traz uma agradável surpresa para os participantes: a Chef Roberta Sudbrack. Com um currículo invejável, Roberta é reconhecidamente uma das melhores chefs do Brasil. Ela foi a primeira a comandar a cozinha do Palácio da Alvorada em meados de 1996 e ficou lá por sete anos. Além de colecionar importantes prêmios de gastronomia, seu restaurante já foi escolhido, pela revista Food & Wine, como um dos Melhores do Mundo.

Na primeira conversa com os participantes, Roberta fala que vida de chef não é feita só de glamour. Muitas vezes o chef tem que ganhar menos para abastecer o restaurante com os melhores ingredientes do melhor fornecedor, além de ser o primeiro a chegar e o último a sair. “Para ser um bom chef tem que entrar pela porta dos fundos e usar o banheiro dos empregados”, complementa ela.

Hoje, Roberta ensina que para servir bem um chef precisa dialogar com os ingredientes e nunca se impor sobre eles. “O grande erro na cozinha é o cozinheiro querer aparecer mais que o ingrediente. Se eu não tiver todo dia na minha cozinha um bom tomate, um bom peixe, não adianta”, aconselha. É preciso entender que cada alimento tem sua característica e formas diferentes de reagir quando manipulado com técnicas específicas.

O cardápio do workshop é bem completo: massa fresca de espaguete ao sugo, gratinada em papel alumínio; carré de cordeiro com ervas aromáticas e cogumelos frescos, servido com batatas gratinadas; para finalizar, uma sobremesa interativa de morangos e fruta do conde – chamada “Mergulho”. “A gente acha que o simples tem tudo para dar certo, muito pelo contrário… Tem tudo para dar errado! O simples pode ser muito moderno, muito gostoso”, diz a chef.

Postar um comentário