sexta-feira, 15 de abril de 2011

Eu vou... Eu vou... O mundo é uma escola

02/09/2010
Por Cintia Oliveira
Que tal ir até Paris aprender técnicas consagradas da cozinha francesa? Ou viajar para Bangkok em busca das raízes da culinária tailandesa? Confira seis opções de cursos de cozinha no exterior e o depoimento de chefs brasileiros que viveram a experiência

Cada vez mais estudantes e profissionais de gastronomia sonham com a oportunidade de estudar no exterior. Seja para enriquecer o currículo, aprender novas técnicas, ou em busca de atualização,a geração formada por nossas boas faculdades de Gastronomia, veem essa extensão no exterior como uma chance inigualável de crescimento profissional.Para os novatos vale uma dica: existe a hora certa de viajar. Afinal, ir cru para o exterior é certeza de não aproveitar toda a gama de conhecimentos que osmestres estrangeiros têm para transmitir. O coordenador do curso de Gastronomia da Universidade Anhembi-Morumbi, Marcelo Néri, ressalta a importância deestudar no exterior, mas recomenda aos alunos analisar diversos aspectos antes de colocar os dólmãs na mala. “Vale sem dúvida pela experiência, para interagircom pessoas de várias nacionalidades, mas aconselhamos que os alunos procurem um curso no exterior só depois de adquirir alguma bagagem”, afirma. Conheça aqui algumas das melhores escolas de gastronomia do mundo.

Cozinha italiana para estrangeiros
Com o objetivo de formar profissionais que trabalham com cozinha italiana pelo mundo, o ICIF (Italian Culinary Institute for Foreigners) é uma porta de entrada para quem deseja se especializar nos sabores e ingredientes da culinária italiana.Com sede no belo castelo medieval de Costigliole d’ Asti, na região do Piemonte, a instituição oferece desde aulas para amadores até atualização para profissionais estrangeiros. Para se aprofundar na cozinha italiana, vale investir no Master, o cursode formação do ICIF. Com duração de seis meses, divide-se em dois módulos: dois meses de aulas práticas e teóricas no casteloe quatro meses de estágio em restaurantes filiados à escola.

O templo da pâtisserie
Com quase 40 anos de tradição, a instituição fundada pelo recentemente falecido chef patissier Gaston Lenôtre – responsável pela revolução da confeitaria francesa – é reconhecida como uma das mais importantes escolas de pâtisserie do mundo. Localizada em Plaisir, a cerca de uma hora de Paris, a Ecole Lenôtre oferece mais de 50 opções de cursos de curta duração sobre diversos temas.
 Aulas sobre chocolates, sorvetes e minidocinhos são apenas alguns exemplos. O Master Class, o curso completo da Lenôtre, tem como público-alvo quem está à procura de uma formação profissional. Com duração de seis meses, o curso intensivo tem um módulo composto por três meses de aulas teóricas e práticas sobre confeitaria e panificação. No segundo módulo, o aluno pode cursar 12 disciplinas optativas. Os cursos são ministrados em francês, mas os professores são bilíngues e podem tirar dúvidas em inglês.Investimento: entre 21 e 25 mil euros (não inclui hospedagem).
Gastronomia made in USA
Com mais de seis décadas de história, a tradicional CIA (The Culinary Institute of America) é a opção número 1 em escola de gastronomia nos Estados Unidos. Com sede em Hyde Park (a cerca de duas horas de Nova York), a universidade – que tem mais três unidades espalhadas pelos Estados Unidos – oferece cursos que atendem tanto os iniciantes quanto os profissionais. Quem está em início de carreira pode optar pelo Culinary Arts. Com duração de 21 meses,o curso abrange diversos temas ligados à culinária e inclui ainda um estágio de dois meses em estabelecimentos conveniados à instituição. A CIA oferece ainda dois cursos de bacharelado com duração de três anos: um de Gestão em artes culinárias e outro em Gestão em arte da pâtisserie e panificação. Ambos têm foco em finanças, administração e marketing. Uma boa escolha para futuros restaurateurs.


Autêntica cozinha tailandesa
Para os gourmets apaixonados por culinária asiática, a sugestão é viajar até Bangkok e passar pelo menos uma tarde na bela mansão onde se encontra a escola de gastronomia Blue Elephant. Inaugurada em 2002, a instituição é um braço da famosa rede de restaurantes que surgiu nos anos 80 em Bruxelas. No curso de um dia, é possível escolher os ingredientes no mercado Bang Rak pela manhã e preparar receitas clássicas da cozinha tailandesa à tarde. Além do restaurante-escola em Bangkok, a Blue Elephant tem 12 restaurantes espalhados pelo mundo, principalmente em Londres, Paris e Copenhagen.

 
A Meca da gastronomia
Inaugurada em 1990 por ninguém menos que uma lenda da gastronomia moderna, Paul Bocuse, o instituto que leva seu nome é referência internacional em cursos de gastronomia e hotelaria. Localizado em um castelo construído no século 19 em Ecully, perto de Lyon, o instituto recebe todos os anos cerca de 380 alunos, vindos de mais de 35 países. Com duração de dois anos e meio, o curso de formação em gastronomia abrange técnicas e gerência de restaurantes. Há possibilidade de o aluno cursar mais um ano e adquirir um certificado no ramo de hotelaria. O ponto alto da escola é sua estrutura de primeiro mundo. Nos restaurantes Saisons e o F&B, por exemplo, os alunos vivem na prática o dia a dia da profissão. Já no Studio Café é possível aprender todos os segredos da cafeologia. No Brasil, o instituto tem convênio com a Universidade Anhembi-Morumbi e oferece aos alunos um curso diferenciado, com duração de cinco meses.

 
O máximo da cozinha francesa
Quando se pensa em escola de culinária, o Le Cordon Bleu está presente no imaginário de quem deseja aprender as técnicas e receitas da cozinha francesa clássica. Fundada em Paris em 1895, a mais tradicional escola de culinária do planeta tem hoje cerca de 30 unidades espalhadas pelo mundo. Com duração de um ano,o curso de culinária é dividido em três níveis: básico, intermediário e avançado. O programa abrange temas como fundamentos básicos de cozinha, elementos da cozinha clássica francesa, pâtisserie e boulangerie.

Serviço:
Blue Elephant – www.bluelephant.com
Ecole Lenôtre – http://www.lenotre.fr/
Le Cordon Bleu – http://www.cordonbleu.edu/
Institut Paul Bocuse – http://www.institutpaulbocuse.com/

Postar um comentário