quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Sommelier Wine dá dicas de harmonização com as mais tradicionais tapas espanholas



Muito conhecidas na Espanha, as tapas são refeições servidas em pequenas porções elaboradas com todo o tipo de alimento. O sommelier Wine, Manuel Luz, selecionou as principais tapas espanholas e escolheu vinhos de diversos países que harmonizam com estes pratos. Entre as escolhidas estão ingredientes típicos da culinária espanhola como azeitonas, pimentões, frutos do mar, presunto cru e tortillas.

Pimientos de piquillo são pimentões vermelhos assados que podem ser recheados. Geralmente são servidos com muito azeite e alho frito ou assado. Este prato combina com vinhos leves e frutados, com boa acidez como o francês Barton & Guestier Reserva Sauvignon, o português 2 Castas Branco e o australiano Heartland Stickleback White.

Vinhos brancos com pouca ou sem madeira são perfeitos para harmonizar com croquetes, bolinhos fritos à base de trigo, recheados ou misturados com carne, queijo, espinafre, mariscos etc. Manuel Luz indica rótulos como o chileno Leyda Reserva Chardonnay, o francês Louis Latour Bourgogne Cuvée Latour Blanc e o português Esporão Vinha da Defesa Branco.

As famosas tortillas, tortas simples de batatas que podem ser recheadas com diversos ingredientes, são par perfeito para o vinho chileno Aliwen Reserva Rosado, ou para o português Serras de Azeitão Rose e para o espanhol Pionero Albarino Mundi. “Estes vinhos são leves e combinam bem com batatas”, explica Manuel Luz.

Pata Negra é um tipo de presunto cru, salgado e defumado, o mais conhecido da Espanha. De acordo com o sommelier Wine, esta iguaria harmoniza com vinhos brancos muito secos. Os rótulos selecionados são o português Herdade dos Grous Branco, o espanhol Tremendus Viura e o australiano Heartland Viognier Pinot Gris 2006.

As azeitonas, ou aceitunas, em espanhol, são tapas que combinam com vinhos tintos jovens e espumantes e com brancos amadeirados e frutados. As sugestões de rótulos que são par perfeito para este aperitivo são os tintos italiano Allegrini Valpolicella, o espanhol Beronia Crianza e o uruguaio Stagnari Viejo Tannat.

Frutos do mar também são ingredientes das tradicionais tapas. Os mexilhões ou mejillones, em espanhol, são geralmente cozidos no vapor e são servidos quentes ou frios, em marinada de vinho, com cebola, alho e especiarias. As sugestões de vinho do sommelier Wine para saborear este prato são todos espumantes como o italiano Prosecco Zonin Gran Cuvée Brut, o espanhol Cava Codorniu Clássico Brut e o chileno Espumante Trivento Nature Brut.

Na Espanha a lula a doré é conhecida como calamares e faz par perfeito com vinhos brancos e espumantes em geral. Manuel Luz indica o espumante argentino Federico de Alvear Brut, o francês Sieur d’Arques Bulle de Crémant N° 1 Rosé Brut e o vinho branco neozelandês Saint Clair Vicar’s Choice Riesling 2008.

Todos estes rótulos estão disponíveis na Wine ( www.wine.com.br ), o maior e-commerce de vinhos da América Latina.

Postar um comentário